Bolachinhas da primavera

Essas são as bolachinhas mais lindas que você vai ver hoje!
É o que acontece quando você gosta de arte, de cozinhar e de plantas!
Em homenagem a primavera que está chegando, a Gabi e eu fizemos estas bolachinhas lindas e deliciosas, com florzinhas comestíveis que crescem no campo.
Depois de observar a grande variedade de florzinhas minúsculas e delicadas, fiz uma pesquisa e identificação das que encontrei por aqui. E para minha surpresa, a maioria é comestível. Com a ajuda do Grande Livro das Plantas Medicinais, de catálogos on-line e de textos sobre o assunto, pude identificar várias plantas, além do Dente de leão e da Serralha que eu já conhecia.
As flores comestíveis também entram na categoria das PANCs: Plantas Alimentícias Não Convencionais.
Não convencionais é relativo, pois o que é estranho em uma determinada região pode ser comum em outra.
O fato é que nos distanciamos tanto da natureza e ficamos tão dependentes da medicina alopática que o remédio pode estar literalmente no nosso quintal.
Muitas vezes essas plantinhas espontâneas, tidas como mato, podem resolver pequenos problemas de saúde sem a necessidade de uso de medicamentos caros e que nos tornam dependentes da indústria farmacêutica.
Sempre gostei de saber mais sobre plantas medicinais. Acho que é a memória de vida passada, onde devo ter sido bruxa. Alguém que ama cozinhar, adora plantas, adora gatos….só pode ser bruxa! Na verdade o mito da bruxa foi criado pela medicina e assim afastar as pessoas das parteiras e curandeiras.
Tenho muitas paixões, não conseguiria me definir pela minha profissão, aliás acho que quando a gente se define a gente se limita. E minhas paixões não tem fim…
Gosto muito de ler e de escrever. Por este motivo escolhi o blog como plataforma de difusão das minhas receitas.
Dedico este em especial ao meu companheiro de vida Massimo Morgantini, que me incentiva a escrever e gosta de ler os meus textos.
Para as bolachinhas, colhi flor de alface selvagem, flor de tiririca, flor de trevo, pincel de estudante ou serralhinha, flor de ervilha selvagem, pimpinela escarlate, flor de azedinha… Também usei folhinhas de hortelã e erva doce para inserir um pouco de verde, e estas, dão um sabor adocicado e refrescante às bolachinhas.
Se você não tiver acesso às florzinhas, faz só a bolachinha com a cobertura. Ficam deliciosas! A cobertura é o chocolate que você gosta, eu usei branco pra destacar o colorido das florzinhas, mas pode ser ao leite ou mais dark. E se tiver alergia à leite, tem muitas marcas veganas que não contém leite de origem animal. Escolha o seu favorito!

As bolachinhas ficam macias e não muito doces, o chocolate cumpre o papel de adoçar a massa. E cada bolachinha tem um sabor diferente, dependendo da florzinha que vai sobre ela. Tem florzinha que é mais doce, outras são azedinhas… Mas todas ficaram muito gostosas! E foi muito legal montar as bolachinhas, cada uma (Gabi e eu) criando sua arte. Ela já quer fazer de novo!

Depois de colhidas, deixei em água com hipoclorito. Enxaguei e deixei secar sobre um pano de prato. Aproveitei para separar as florzinhas por cores, e assim facilitar na hora de colocar sobre as bolachinhas.

Rendeu 12 bolachinhas de 6,5cm

Vamos à receita?!

Ingredientes:

  • 250g de farinha de arroz
  • 140g de açúcar refinado
  • 1 colher de chá de fermento biológico seco
  • 1 colher de chá de fermento químico
  • 1 colher de sopa de psyllium
  • 1 colher de café de goma xantana
  • 3 colheres de sopa de óleo de côco
  • 1 colher de sopa de açúcar (para a fermentação)
  • 200 ml de leite de amêndoas morno (ou outro leite vegetal)

Modo de fazer:

  1. Misture o leite morno com o fermento biológico e 1 colher de açúcar e reserve por uns 5 minutos coberto com um pano.
  2. Misture todos os outros ingredientes e quando o fermento já estiver pronto (deve estar bem espumado) adicione à mistura.
  3. Mexa bem com as mãos. A massa fica grudenta.
  4. Unte as mãos com óleo de côco. Com a ajuda de uma colher, retire uma pequena porção da massa e achate-as na palma da mão moldando a bolachinha.
  5. Coloque as bolachinhas em uma assadeira somente untada.
  6. Leve pra assar à 220ºC por 20/30 minutos, ou até que estejam douradas só por baixo. Elas não devem ficar coradas.
  7. Depois assadas retire do forno e coloque sobre uma grade para esfriar.
  8. Depois de completamente frias, derreta e tempere o seu chocolate. *
  9. Com uma colher ou espátula pequena passe o chocolate nas bolachinhas e decore com as florzinhas, se for usar…
  10. Leve ao freezer por 2 minutos, só para endurecer o chocolate.

Guarde em um recipiente fechado. Mas não vai durar muito… Acabam rapidinho!

*Para saber como temperar o chocolate assista o vídeo da Dani Noce!

O chocolate fica firme e não derrete nas mãos na hora de comer. Vale a pena temperar! Ela ensina um modo diferente de temperar, não precisa despejar na bancada… Prático e sem sujeira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s