Bombons de tâmaras, ameixas e amêndoas

Com a Pascoa pertinho a gente já começa a pensar nas guloseimas de chocolate!

Eu particularmente não gosto de ovos de chocolate. Além de serem muito caros, geralmente são feitos com chocolate de qualidade duvidosa. E ainda é muito difícil encontrar ovos de chocolate sem leite e sem glúten. A gente encontra muitos na versão zero lactose, que é o açúcar do leite. Mas pra quem é alérgico à proteína do leite, não resolve. Ainda há muita confusão sobre isso.

Os ovos de chocolate, ainda tem o agravante de aumentar a quantidade de lixo nessa época, com toda aquela roupagem espalhafatosa que mais parece fantasia de carnaval. A gente precisa diminuir o lixo que leva pra casa!

E tem marca que vende brinquedo dentro do ovo! Pode?

Pra quem parou um instante pra repensar a Páscoa, que tal fazer uma sobremesa pra servir depois do almoço pra família toda? Uma sobremesa que você sabe os ingredientes que tem ali, que rende muito, que é saborosa, e que passa longe do consumismo desenfreado que foi criado para a Páscoa.

Você só vai precisar de tâmaras, ameixa preta, amêndoas laminadas, mel e chocolate 70% cacau.

Nesses bombons não vai açúcar, só uma colher de sopa de mel, e ainda é opcional. Eu coloco pra ajudar a dar uma liga. Também é opcional usar 2 colheres de sopa de licor de amêndoas. Eu gosto de bombons alcoólicos, mas fica à seu critério por ou não. Se quiser por uma bebida mas não tem o licor de amêndoas, cognac também serve! Use 1 colher de sopa.

São as tâmaras e ameixas que dão a doçura ao bombom. As amêndoas laminadas são responsáveis pelo leve crocante. E a cobertura de chocolate 70% cacau combina perfeitamente com os outros ingredientes.

Compre um bom chocolate e leia a lista de ingredientes, pra ter certeza de que não tem leite e glúten. Quando eu digo um bom chocolate, é aquele feito com bastante cacau, manteiga de cacau em vez de gordura de palma e com pouco açúcar.

Eu sei que está cada vez mais difícil encontrar um bom chocolate, pois o cacau está ficando raro. Mas ainda é possível encontrar boas marcas. Não caia na armadilha do meio amargo… De amargo não tem nada, pelo contrário, são tão doces que até dói os dentes!

Mas se você não encontrar um que seja por porcentagem de cacau, use o meio amargo mesmo, só escolha um que não tenha leite e glúten obviamente.

Eu não faço aquele método de temperar o chocolate, porque não vou vender, é só pra família mesmo, então deixo na geladeira. E fica até mais gostoso geladinho!

Mas se você for fazer pra presentear, é bom seguir as instruções da embalagem do chocolate.

Eu derreto o chocolate no microondas mesmo, mas também tem a opção de usar o banho-maria, só é preciso tomar cuidado pra não pular àgua, senão o chocolate encrespa.

Você escolhe se quer embrulhar naqueles papeis de bombom. Ficam lindos mas é mais um plástico que vai para o lixo. Então sua consciência é quem manda. Eu não uso mais. Deixo só com a folhinha de alumínio que já é bastante.

Se for pra presentear, tem caixinhas de papel craft com os nichos certinhos para caber os bombons. É uma ótima opção.

Eu sou daquelas que adora um docinho com o café…E esses bombons são perfeitos!

Ingredientes:

  • 200g de tâmaras secas
  • 100g de ameixa seca sem caroço
  • 50g de amêndoas laminadas
  • 1 colher de sopa de mel (opcional)
  • 2 colheres de sopa de licor de amêndoas (opcional)
  • 150g de chocolate 70% cacau picado ou em pastilhas

Modo de fazer:

  1. Coloque tudo menos o chocolate no processador. Certifique se de que não foi nenhuma ameixa com caroço.
  2. Bata até ficar tudo ligado mas sem virar uma pasta que desmancha.
  3. Derreta o chocolate no microondas por 1 minuto e meio, mexendo a cada 30 segundos. Mexa até esfriar completamente.
  4. Faça pequenas bolas com a massa de tâmaras e banhe no chocolate.
  5. Deixe na geladeira. Depois que o chocolate firmar, embrulhe em folhinhas de papel alumínio e mantenha na geladeira, pois com o calor o chocolate pode ficar amolecido.

Rende 15 bombons.

Picolés funcionais

Nesta receita de picolés, além de refrescantes e muito saborosos ainda tem a vantagem de terem a qualidade de funcionais.

Mas o que são alimentos funcionais?

Alimentos funcionais são definidos como substâncias biologicamente ativas que trazem benefícios a saúde. E nessa categoria de alimentos funcionais estão incluídas também as ervas e especiarias.

Muitas ervas aromáticas e especiarias tem propriedades comprovadamente benéficas à saúde.

Escolhi três que eu gosto muito e uso bastante na cozinha: a cúrcuma, o gengibre e o hibisco.

A cúrcuma, também é conhecida como açafrão da terra, turmérico, raiz-de-sol, açafrão-da-índia e gengibre amarelo. É uma planta herbácea da família do gengibre (Zingiberaceae), originária da Ásia (Índia e Indonésia).

A cúrcuma é o que dá a cor amarela e o sabor característico ao Curry, famoso tempero indiano. Ela é usada na Índia há milhares de anos como especiaría e também como erva medicinal.

Estudos mostram que a cúrcuma tem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, reduz o risco de doença cardíaca, diminui os níveis de colesterol, melhora a função cerebral e hepática, ajuda a prevenir e até a tratar alguns tipos de câncer, diminui a inflamação de articulações, age na prevenção ao diabetes…

Para aumentar a absorção de curcumina nos intestinos é recomendado o consumo junto com a pimenta do reino ou gengibre ou azeite ou outra fonte de gordura boa, como o óleo de coco ou ainda com Ômega 3.

Usei a cúrcuma no picolé de manga. Apesar de ter usado uma manga Palmer bem madura, a cúrcuma realçou ainda mais o amarelo. Adicionei leite de coco integral, aquele de garrafinha mesmo. Se você quiser fazer com o leite de coco caseiro, vai ficar melhor ainda. O leite de coco é fonte de gordura saturada saudável, e assim ajuda na absorção da curcumina. E não interferiu em nada no sabor! Ficou com uma conscistência macia e com bastante sabor de manga.

Na Tailândia, manga e coco fazem dupla em várias preparações.

Cortei a manga em pedaços e bati com o leite de coco, a cúrcuma e o adoçante (usei estévia). Coloquei nas forminhas de picolé e levei ao congelador.

Ingredientes:

  • 1 manga Palmer madura, cortada em pedaços.
  • 1/3 de xic de chá de leite de coco integral industrializado ou feito em casa
  • 1 colher de café de cúrcuma em pó
  • adoçante à gosto.
  1. Bata tudo no liquidificador, coloque nas forminhas e leve ao congelador.

Fonte: https://www.mundoboaforma.com.br/curcuma-o-que-e-beneficios-efeitos-colaterais-e-como-tomar/

Vegetal nativo da Ásia, o gengibre é uma raiz tuberosa usada tanto na culinária quanto na medicina. A planta assume múltiplos benefícios terapêuticos: tem ação bactericida, é desintoxicante e ainda melhora o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório.

O gengibre também é um reconhecido alimento termogênico, que pode ser capaz de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura corporal. O gengibre é referência quando se fala em problemas estomacais, pois combate enjôo, gases, indigestão, náuseas causadas pelo tratamento do câncer e perda de apetite. Também auxilia na digestão de alimentos gordurosos e protege o fígado.

O gengibre vai bem tanto em pratos salgados quanto doces! A minha cidade natal, Tapiraí, é considerada a terra do gengibre. Por lá tem um prato famoso: o frango com gengibre!  Qualquer dia deixo aqui a minha versão!

Uso muito o gengibre na cozinha, tanto fresco quanto em pó. Fresco vai muito bem no suco verde, nos pratos quentes, como por exemplo na comida tailandesa. Em pó, é empregado em bolos e biscoitos.

Quando minha filha era menorzinha e tinha tosse ou dor de garganta, eu fazia um pirulito de gengibre e mel. Ela adorava!

Para os picolés, cortei um abacaxi pequeno em pedaços e bati com um pedacinho de gengibre, mais ou menos de 1 centímetro, adocei com estévia e coloquei nas forminhas. Não é preciso por liquido, só se for pra começar a bater.

O abacaxi com o gengibre fica muito refrescante. Ideal para depois de uma refeição mais pesada, pois ajuda na digestão, ou só pra se deliciar mesmo num dia de calor!

Ingredientes:

  • 1 abacaxi pequeno e maduro cortado em pedaços
  • 1 pedacinho de gengibre fresco (1cm)
  • adoçante à gosto
  1. Bata tudo no liquidificador , coloque nas forminhas e leve ao congelador.

Fonte: https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/16281-gengibre

O chá de hibisco por si só já é muito bom! Seja quente para os dias frios ou gelado para os dias de calor. Uma limonada com hibisco fica súper diferente e refrescante. Basta fazer o chá de hibisco, esperar esfriar, espremer limões e adoçar a gosto.

A parte da planta usada são as flores secas. É com as flores que se faz o chá.

Originária da África tropical, da família das Malváceas, mas se estendeu pela América Central.

Entre as propriedades do chá de hibisco está a redução da pressão arterial, baixa o colesterol, protege o fígado, tem ação anti-inflamatória e antibacteriana, diminui a dor de cólica menstrual, melhora a digestão, auxilia na perda de peso, entre outras propriedades.

Para os picolés usei o hibisco em pó. Achei melhor, pois não é preciso fazer o chá antes, pode usar direto e assim o picolé não fica uma pedra de gelo.

Usei 1 xicara de morangos bem maduros, lavados e cortados em pedaços, 1/3 de xicara de leite de aveia sem glúten. Se preferir pode usar água. Adicionei 1 colher de café de hibisco em pó e adoçante estévia. Não vou citar a quantidade de adoçante, coloque de acordo com o seu gosto. Vá colocando aos poucos e provando.

Caso você não encontre hibisco em pó, faça um chá e depois bata no liquidificador com os morangos.

O hibisco combinou muito com o morango, acentuou mais a cor e deixou um leve azedinho. Também ficou muito refrescante.

Ingredientes:

  • 1 xic de chá de morangos maduros
  • 1/3 de xic de chá de leite de aveia sem glúten ou àgua
  • 1 colher de café de hibisco em pó.
  • Adoçante à gosto.
  1. Bata tudo no liquidificador, coloque nas forminhas e leve ao congelador.

Fonte: https://www.mundoboaforma.com.br/cha-de-hibisco-para-que-serve-beneficios-como-tomar-e-propriedades/

Panquecas tipo americanas em três versões

Sabe quando bate uma vontade de não sei o que? Uma vontade de alguma coisa fácil, rápida e gostosa? Faz uma panqueca tipo americana!

Eu sempre tenho uma mistura de farinhas para fazer essas deliciosas panquecas que eu chamo de Mix Panqueca! Fica muito prático, você não precisa juntar todos os ingredientes na hora de fazer. É só misturar com o seu leite vegetal!

Se você já tiver esse Mix Panqueca guardadinho num pote fechado, fica muito fácil fazer essas panquecas. Elas ficam fofinhas! E você pode variar no sabor! Aqui estou deixando a receita de três versões: de maçã, de banana e com gotas de chocolate. Mas a versão básica já é ótima!

Ainda dá pra fazer com chocolate na massa: é só acrescentar chocolate em pó, o seu leite vegetal e pronto!

Ingredientes:

1 xíc. de chá de farinha de arroz

1 xíc. de chá de amido de milho sem glúten

1 xíc. de chá de aveia em flocos sem glúten

1 xíc. de chá de açúcar demerara

1 colher de sopa de fermento em pó

Misture tudo e guarde num vidro bem fechado.

Fica muito prático já ter esse mix. Dá pra fazer no café da manhã, que geralmente é mais corrido. Faça a massa básica com leite vegetal, pode ser o de aveia sem glúten (tem a receita aqui no blog) ou o de amêndoas, de arroz… Qual você gostar mais. Depois de pronta coloque mel em cima. Básica e deliciosa!

Agora se você quiser caprichar mais, faz no fim de semana uma dessas versões. O café da manhã vai ficar muito mais gostoso!

No preparo eu uso uma margarina que não contém leite para untar a frigideira. Pode usar óleo de coco se você gostar. Ou outro óleo vegetal.

A frigideira que eu uso é aquela pequena de fazer ovo. Acho que fica num tamanho ideal e é fácil de virar. Use uma espátula pra ajudar.

Sempre use a chama do fogo baixa, pra não queimar. E na versão com maçã ou banana, deixe tampado na primeira parte do cozimento, quando a massa crescer um pouco e você perceber que já dourou em baixo, pode virar.

Na massa com banana, use meia banana nanica amassada, coloque a mistura de farinhas, que eu chamo de mix panqueca e o leite vegetal; o de aveia sem glúten combina bem. Aqueça a frigideira untada e derrame a massa. Tampe, deixe o fogo baixo, leva mais ou menos 1 minuto pra crescer. Se já estiver dourada em baixo pode virar. Depois de pronta, sirva com mel ou canela em pó.

Panqueca de banana (sem glúten, sem ovo, sem leite)

Ingredientes:

  • 1/3 de xic de chá do Mix Panqueca
  • 1/4 de xic de chá de leite de aveia sem glúten ou outro leite vegetal
  • meia banana nanica amassada
  • mel (opcional)
  • canela em pó (opcional)

Modo de preparar:

  1. Unte uma frigideira pequena com margarina sem leite ou óleo de coco ou outro óleo vegetal
  2. Misture os ingredientes.
  3. Derrame a massa na frigideira já quente. Tampe e deixe em fogo baixo.
  4. Quando dourar vire.
  5. Sirva com mel ou polvilhe canela em pó.

Na versão com maçã, o aroma toma conta da casa! lembra uma Cuca de maçã ou torta alemã! Prepare a frigideira com a margarina. Descasque e fatie meia maçã Gala ou Red (essas ficam melhores pois não soltam muito liquido nem ficam secas demais). Distribua as fatias na frigideira untada e leve ao fogo baixo. Prepare a massa com o leite vegetal. Derrame a massa em cima das fatias de maçã e tampe. Novamente, olhe pra ver se dourou, se sim, pode virar. Sirva com açúcar de confeiteiro e canela em pó! Hummm!!!

 Pode até virar uma sobremesa com uma bola de sorvete vegano!

Panqueca de maçã (sem glúten, sem ovo, sem leite)

Ingredientes:

  • 1/3 de xic de chá de Mix Panqueca
  • 1/4 de xic de chá de leite vegetal
  • meia maçã descascada e fatiada
  • canela em pó e açúcar de confeiteiro para polvilhar (opcional)

Modo de preparo:

  1. Unte a frigideira com a margarina sem leite.
  2. Distribua na frigideira as fatias de maçã e leve ao fogo baixo.
  3. Misture o leite vegetal com o mix panqueca.
  4. Despeje a massa sobre as fatias de maçã. Tampe e deixe em fogo baixo.
  5. Quando dourar em baixo vire com cuidado, usando a espátula para desprender as fatias de maçã da frigideira.
  6. Polvilhe açúcar de confeiteiro e canela em pó.

Na opção com gotas de chocolate, mais fácil impossível! Prepare a frigideira. Misture o mix com o leite vegetal. Derrame na frigideira e mantenha o fogo baixo. Não precisa tampar. Distribua por cima da massa gotinhas de chocolate 70% cacau. Afunde as gotinhas com ajuda de uma espátula. Depois de pronta de um lado, vire a panqueca. As gotinhas vão derreter dentro da massa! Está pronta!

Panqueca com gotas de chocolate (semglúten, sem ovo, sem leite)

Ingredientes:

  • 1/3 de xic de chá de mix panqueca
  • 1/4 de xic de chá de leite vegetal
  • gotas de chocolate 70% cacau.

Modo de preparar:

  1. Prepare a frigideira
  2. Misture o leite vegetal com o mix panqueca
  3. Derrame a massa na frigideira já quente.
  4. Distribua as gotinhas por cima da massa e afunde-as com a espátula. Não precisa tampar. Quando estiver pronta do lado de baixo, vire.

Se você preferir fazer uma unidade só os ingredientes são:

  • 1 colher de sopa de farinha de arroz
  • 1 colher de sopa de amido de milho
  • 1 colher de sopa de aveia em flocos sem glúten
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • 3 colheres de sopa de leite vegetal

Misture todos os ingredientes e derrame numa frigideira untada com margarina sem leite, aquecida em fogo baixo. deixe dourar e vire.

Sirva com mel.

Crepes de grão de bico

Imagine uma massa levinha, rica em proteína, com baixo teor de carboidrato, sem glúten, sem ovo, sem leite, e ainda por cima muito saborosa! Essa massa existe e é diferente de tudo que você já viu por aí.

Essa massa súper versátil é feita só com três ingredientes: farinha de grão de bico, àgua e sal! Mais simples impossível!

A receita dessa crepe é derivada de um pão originário da cidade de Nice, na França: o Socca! Feito também com a farinha de grão de bico, só que mais espesso. A massa é deitada numa frigideira grossa, bem quente com bastante azeite, depois vai ao forno pra terminar de assar, e é temperado com alecrim e sal grosso. Lembra a Foccácia italiana!

Nessa versão em forma de crepe, a massa fica mais fininha, podendo ser enrolada facilmente, pois é bem flexível, não quebra e não fica ressecada. Você come achando que é uma massa tradicional de panquecas. E não fica gosto de grão de bico, sem interferir em nada no sabor do recheio.

O recheio fica à seu critério! Tem a opção de servir quente ou fria!

Se for fazer quente, uma ótima opção é usar um queijo vegano* ralado, com pedacinhos de brócoli ou espinafre, então é só cobrir com um molho branco, que você mistura leite vegetal; pode ser o de aveia sem glúten (tem a receita aqui no blog), com uma colher de sopa de amido de milho ( aquele da mãezona lembra? Que não tem glúten) e o queijo vegetal ralado. Leva tudo ao fogo até engrossar, acerta o sal e pode usar!

Também pode usar um molho de tomate!

Nos dois exemplos é preciso cobrir com papel alumínio , pra não ressecar a panqueca.

*Tem nos mercados, ou lojas de produtos naturais, são bem carinhos, mas se você cortar fatias fininhas e usar com moderação só pra matar a vontade de um queijinho, vale a pena! Deixe pra usar nas pizzas, panquecas e lanchinos quentes!

Já fiz pra minha pequena só com queijo vegano e peito de perú, coberto com molho vermelho. Ela adora!

Na versão fria, combina perfeitamente com o verão. O jantar fica levinho!

Faça abobrinhas e berigelas grelhadas, corte umas fatias finas de abacate e guarneça com Homus de grão de bico! Então é só enrolar e comer com as mãos como se fosse um wrap! Fica uma delícia! Leve e saudável!

Pra quem faz dieta low carb é uma excelente refeição!

E se sobrar massa, guarde embalada em filme plástico na geladeira, no dia seguinte coloque umas faltias de queijo e prense na frigideira, vira um tostex no café da manhã!

A farinha de grão de bico é facilmente encontrada em empórios de produtos naturais. Se puder, prefira as embaladas, pois são certificadas de que não contém glúten.

Também dá pra comprar pela internet!

Tempo de preparo: 30 minutos

tempo de cozimento: 20/30 minutos

Rendimento: 7-8 crepes

Ingredientes:

  • 1 e 1/3 de xic de chá de farinha de grão de bico
  • a mesma medida de àgua
  • 1 pitada de sal

Modo de preparo

  1. Misture os 3 ingredientes e deixe descansar por no mínimo 30 minutos.
  2. Aqueça uma frigideira antiaderente e com um papel toalha unte a frigideira com um pouquinho de azeite.
  3. Despeje a massa aos poucos até ser o suficiente para fazer uma camada fina por toda a frigideira.
  4. Quando as bordas se soltarem e a massa desgrudar da frigideira vire com a ajuda de uma espátula.
  5. Retire do fogo e repita a operação com o restante da massa.

Rende 7 a 8 crepes, dependendo do tamanho da sua frigideira.

Biscoitos florentinos

Hoje, olhando a despensa, vi que tinha um pouco de frutas cristalizadas e um pouco de damascos que sobraram do Natal passado… Viraram biscoitos florentinos!

Esses biscoitinhos achatados de frutas e amêndoas tem sua origem em Florênça, na Itália. Na receita tradicional, geralmente preparados para o Natal, levam manteiga, farinha de trigo, mel, as frutas cristalizadas e amêndoas laminadas.

Na minha versão sem glúten e sem manteiga, substituí a farinha de trigo por farinha de arroz e a manteiga por óleo de coco. Ficaram perfeitos! Crocantes na medida certa! E como na versão tradicional, passei uma camada de chocolate meio amargo no fundo do biscoito, alisei com o garfo pra deixar as marcas características!

Ficaram ótimos para acompanhar o chá da tarde!

Vamos à receita?

Tempo de preparo: 30 minutos

Tempo de forno: 25/30 minutos

Rendimento: + – 15 biscoitos

Ingredientes:

  • 1/2 xíc de chá de frutas cristalizadas (mix de frutas)
  • 4 ou 5 damascos cortados em pedacinhos bem pequenos
  • 1/3 de xic de chá de amêndoas laminadas.
  • 2 colheres de sopa de óleo de coco
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 1/3 de xic de chá de farinha de arroz
  • 1 colher de sopa de leite vegetal (aveia sem glúten, amêndoas ou coco)
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 200 g de chocolate meio amargo derretido*

Modo de preparo:

  1. Pré aqueça o forno à 200ºC.
  2. Forre uma assadeira com papel manteiga ou manta de silicone.
  3. Misture as frutas, as amêndoas, a farinha de arroz e o fermento em pó.
  4. Em outro recipiente misture o óleo de coco, o mel e o leite vegetal.
  5. Despeje na mistura de frutas e mexa.
  6. Com uma colher de sopa, retire porções e distribua na assadeira de maneira que fiquem achatados.
  7. Asse por 25/30 minutos ou até dourar na parte de baixo.
  8. Retire do forno e espere esfriar.
  9. Então passe o chocolate derretido na parte de baixo dos biscoitos.
  10. Aguarde um pouco e com um garfo faça caminhos no chocolate. leve ao freezer só para endurecer o chocolate.
  11. Depois de completamente frios guarde em recipiente tampado.

Rende mais ou menos 15 biscoitos!

*Procure usar um bom chocolate e atenção ao rótulo, deve ser sem leite e sem glúten!

Múffin de banana

(sem glúten, sem leite, vegano)

Você sabe a diferença entre um múffin e um cupcake? Os dois são bolinhos deliciosos, mas com algumas diferenças: O múffin é mais úmido e todos os ingredientes são aglutinados numa única massa; e geralmente não levam cobertura. São ótimos para o café da manhã e para a hora do lanche. Outra caracteristica é que não são muito doces, pois levam menos açúcar.

Já os cupcakes são bolinhos mais elaborados, a massa é como a de um bolo convencional e recebe recheio e cobertura. São mais festivos, servidos em festas e aniversários! Estes levam mais açúcar na massa. Somando com a cobertura acabam sendo mais calóricos.

Eu adoro os dois! Mas nada impede que a gente coloque um glacê no múffin e ele se transforme na Cinderella do baile!

Hoje, a receita é de um múffin bem simplesinho de fazer mas muito gostoso! Múffin de banana!

Esses bolinhos são ótimos pra mandar na lancheira! É uma fonte de carboidrato saudável e nutritivo! Você só precisa por uma fruta e um suquinho e a lancheira está pronta.

Eles são tão fáceis e rápidos de fazer que não tem desculpa! Pode preparar os bolinhos na noite anterior. No outro dia é só por na lancheira.

Não precisa de batedeira ou de ficar separando clara da gema, e bate um primeiro e outro depois…Nada disso! É só misturar tudo e por no forno em forminhas individuais que vai ficar mais prático ainda.

A banana nanica é a fruta mais versátil que existe! E se for pensar além, a mais perfeita da natureza: vem numa embalagem protetora e ainda em porções individuais! Não é demais isso?!

Sou fã dessa fruta! Não falta aqui em casa! Vai na vitamina, no shake, em bolos, em panquecas, amassadas com aveia e mel e até em sorvetes, os deliciosos Nicecream! Logo vou deixar uma receita deliciosa e super fácil desse sorvete! É a fruta curinga!

Faz a parceria perfeita com o leite de aveia nas preparações! Sem falar em todos os benefícios nutricionais dessa fruta!

Mando sempre na lancheira: desenho uma carinha de Mínion nela e o lanche fica mais divertido!

E esses bolinhos na lancheira são ótimos! Até a professora favorita ganha um!

O sabor de banana e canela é um clássico! E ainda vai aveia em flocos na massa: energia e disposição na medida certa para um ótimo desempenho escolar!

Então vamos lá!

Segue a receita!

Tempo de preparo: 10 minutos

Tempo de forno: 40 à 50 minutos

Rendimento: 12 à 15 bolinhos

Ingredientes:

  • 3 bananas nanicas maduras
  • 1/3 de xic. de chá de açúcar demerara (60g)
  • 1/3 de xic. de chá de farinha de arroz (45g)
  • 1/3 de xic. de chá de amido de milho GF *(50g)
  • 1/3 de xic. de chá de aveia em flocos GF* (40g)
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 1 xic. de chá de leite de aveia GF*(240ml)
  • canela em pó para polvilhar
  • Mel para servir

Modo de preparo:

  1. Pré-aqueça o forno à 220ºC. Prepare as forminhas: Se for usar as de papel, acondicione-as dentro das forminhas de alumínio ou use forminhas de silicone**.
  2. Amasse as bananas com um garfo. Pode deixar alguns pedacinhos, fica mais gostoso.
  3. Adicione o leite de aveia às bananas. Misture.
  4. Junte o açúcar, a farinha de arroz, o amido, a aveia e o fermento e misture tudo.
  5. Distribua a massa nas forminhas, deixando apenas um centimetro sem encher, pois essa massa não cresce muito***.
  6. Leve para assar por 40 à 50 minutos.
  7. Espete um palito, se sair seco está pronto.
  8. Retire das forminhas de alumínio e espere esfriar.
  9. Polvilhe canela em pó e se desejar sirva com mel.

*GF : Glúten Free. Fique de olho no rótulo de ingredientes, já vi embalagens de amido de milho que contém glúten. A que não tem é aquela mais famosa, que é chamada pela marca. Toda maezona sabe qual é!

** Eu gosto muito das forminhas de silicone; são práticas, não precisar untar e não gruda. E são muito duráveis, tenho as minhas há muito tempo.

*** Bolos que são feitos com farinha de arroz não crescem muito justamente porque não fazem a rede de glúten. Também não ficam coradinhos como num bolo tradicional, a não ser que você coloque bastante açúcar, que faz a massa corar. Você consegue diminuir a quantidade de açúcar treinando seu paladar: diminuindo aos poucos! E com certeza sua saúde vai agradecer!

Milkshake de chocolate

(sem leite, vegano, sem glúten)

Minha filha sempre pedia pra eu fazer um milk-shake pra ela, então resolvi fazer um completo! Ficou melhor que a encomenda!

O leite de aveia é muito saudável e versátil. Já deixei a receita aqui no blog, porque é base pra muitas receitas. Congele bananas cortadas em fatias e bata com o leite de aveia e mel! Fica uma delícia! Ou com morangos congelados! Também é muito bom!

O leite de coco congelado dá a cremosidade necessária para o shake ficar bem gostoso!

Se você não for alérgico à castanhas, pode usar leite de amêndoas, que também fica uma delícia. Congele o leite de amêndoas na forminha de gelo, em vez do leite de coco.

Congelo muitos ingredientes usando a forminha de gelo: leite de coco, suco de couve, suco de beterraba, suco de melancia. É só retirar a porção desejada e bater no liquificador com àgua, suco de laranja ou com o seu leite vegetal.

O chantily de leite de coco é delicioso! Nem parece ser de coco! Esse chantily acompanha super bem um brownie, um pedaço de torta de maçã e até no café expresso!

Eu estou usando a garrafa de fazer chantily… Tinha uma em casa, e não estávamos usando, já que há muito tempo não fazemos chantily tradicional. Então resolvi testar com o leite de coco. E funcionou muito bem. Basta misturar os ingredientes e colocar bem gelado na garrafa.

Mas já fiz na batedeira, e funciona também. Basta estar bem gelado, por isso é importante deixar no freezer por alguns minutos. Já pode deixar na tigelinha da batedeira mesmo.

Na garrafa de chantily, dá pra guardar por até 3 dias na geladeira. Já feito na batedeira, não dura tanto. Então use como cobertura de bolos ou no café como eu fiz!

Ainda vai sobrar um pouco da calda de chocolate… Se for fazer só um milk-shake, guarde o restante da calda na geladeira e quando for usar, aqueça no micro-ondas. Por isso use um recipiente pra derreter o chocolate que possa ir ao micro-ondas.

Quando for comprar o chocolate, leia os ingredientes com cuidado, pois muitos contém leite e glúten. Ainda assim, vai ter traços de leite, castanhas, soja… Pra não ter contaminação nenhuma, tem que comprar nas lojas especializadas.

Ingredientes:

Para o milkshake:

  • 250 ml de leite de aveia sem glúten bem gelado
  • 4 pedrinhas de leite de coco congelado em forminhas de gelo

Para a calda de chocolate:

  • 200g de chocolate meio amargo (sem leite e sem glúten) picado
  • 1/3 de xic. de chá de leite de aveia sem glúten.

Para o chantily:

  • 200 ml de leite de coco gelado e antes de bater, deixe no freezer por mais 30 minutos.
  • 2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
  • 1 colher de chá de essência de baunilha

Modo de preparar:

  1. Derreta o chocolate no micro-ondas, por 1 minuto e 30s, mexendo a cada 30s. Esquente o leite de aveia por 20s. Misture ao chocolate, mexendo até obter uma calda não muito grossa. Reserve.
  2. Retire o recipiente com o leite de coco do freezer, coloque na tigela da batedeira e bata por alguns minutos, em velocidade alta, acrescente o açúcar e a essência de baunilha e bata mais um pouco até montar o chantily. Reserve na geladeira.
  3. Coloque no copo do liquidificador ou mixer, o leite de aveia gelado, as pedrinhas de leite de coco congelado e 1/3 de xic. de chá da calda de chocolate. Bata bem!
  4. Decore um copo alto ou uma taça grande com a calda de chocolate, derramando a calda em fios nas bordas internas do copo.
  5. Coloque o milkshake no copo.
  6. Coloque o chantily à colheradas.
  7. Regue com mais calda, derramando em forma de fios.
  8. Sirva imediatamente.

Rende 1 copo de 300ml.

Nuggets de frango

Sabe quando bate aquela vontade de comer nuggets? Mas aí você lembra do quanto é ruim para a saúde e desiste.

Esses nuggets além de saudáveis e nutritivos, são livres de glúten e clara de ovo.

Eles ficam muito saborosos e nutritivos, pois acrescento cenoura, brócoli e gergelim. O gergelim dá um toque especial e é rico em cálcio, assim ajuda ainda mais quem não pode tomar leite e derivados! Aliás, o cálcio é encontrado em diversas fontes vegetais: o próprio brócoli, feijão branco, chia, couve, espinafre, linhaça, grão de bico, tangerina, laranja, algas…

 Com esses nuggets não tem erro! A criançada adora! Toda vez que vem uma coleguinha da Gabi, eu faço! Coloco algumas batatas pra assar e está pronto um almocinho bem gostoso!

Diferente dos nuggets industrializados que só tem pele e sobras de frango, esse tem muita carne, do peito do frango. Compro o peito inteiro, sem a pele e corto em pedaços, depois coloco tudo no processador. Se você não tem um processador, pede para o açougueiro moer . Mas é interessante investir num processador, você vai usar muito! Não precisa ser de Super Chef, um simplesinho já dá conta do trabalho. 

Ah! Não jogue fora a carcaça do frango! Coloque num saco plástico e congele. Use pra fazer caldo: é só cozinhar na pressão com uns 2 pezinhos de frango, cenoura, tomate, cebola, salsão, sal, páprica e completar com água. Cozinhe por 1 hora e 30m. Depois de frio coe tudo numa peneira e congele para usar em sopas e rizotos! Eu congelo nas caixinhas de suco tetra pack! Fica fácil pra guardar no freezer e pra descongelar também.

A cenoura é usada crua, depois de descascada, rale no ralador de legumes e de uma picada em tudo, pra ficar bem pequenininha. Eu gosto de um ralador que deixa em forma de fios, aqueles pra fazer espaguete de abobrinha… Depois corto com a faca bem pequenos. O brócoli tem que dar uma leve fervura, deixe  al dente, e depois corte em pedacinhos também.

Eu só passo os nuggets na farinha de arroz, acho que já fica bom, mas dá pra fazer ou comprar farinha de pão sem glúten, aí é só passar no azeite e depois pela farinha, vai fazer uma crostinha crocante. 

Não precisa fazer fritura de imersão, só uma frigideira untada já basta! Eu não tenho fritadeira sem óleo, então não sei como fica. Se você fizer na fritadeira me diz como ficou! Eu não aconselho a fazer no forno, como não tem gordura, pode ficar muito seco! 

Depois de fazer todos, congele separadamente e depois mantenha num saco fechado no freezer. Quando for usar, retire uns 30 minutos antes de preparar.

É sempre bom ter no freezer, pra quando você não tem idéia do que fazer para a criançada! A família inteira vai adorar!

Ingredientes:

  • 1 peito de frango sem pele, moído
  • 1 xic de chá de brócoli cozido e picado
  • 1/2 xic de chá de cenoura crua ralada e picada
  • 2 colheres de sopa de gergelim branco
  • 2 colheres de chá de sal
  • 1 colher de chá de páprica picante
  • 2 colheres de azeite para untar as mãos
  • 1/2 xicara de chá de farinha de arroz para empanar.

Modo de fazer:


  1. Numa tigela ou bol, coloque o peito moído, a cenoura, o brócoli, o gergelim, o sal, a páprica e misture.
  2. Com pequenas porções modele os nuggets com a ajuda do azeite nas mãos, passe pela farinha de arroz e vá colocando numa assadeira forrada com plástico.
  3. Depois de modelar tudo, congele. Rende mais ou menos 15 nuggets, dependendo do tamanho do peito.
  4. Na hora de preparar descongele e frite numa frigideira só untada com óleo, em fogo baixo. Deixe dourar de um lado e vire.
  5. Sirva acompanhado de salada  e batatas assadas.

Brownie de batata doce

Este brownie é sem glúten, sem ovos e sem leite. Ele leva batata doce cozida na massa, deixando-a úmida e macia. Muitas vezes quando a receita leva farinha de arroz, a massa acaba ficando seca. Aqui não, este brownie fica com uma textura fudge, uma delícia!

Pode servir quente com sorvete vegano; em temperatura ambiente acompanhando o cafezinho ou o chá da tarde e até gelado!
Eu gosto mais ainda no dia seguinte!

Além de deixar a receita deliciosa, a batata doce ainda tem vários benefícios para a saúde.

É um alimento com baixo índice glicêmico, ou seja, aumenta gradualmente a glicemia. Dessa forma os carboidratos são digeridos mais lentamente, fornecendo energia ao organismo de forma gradual. É muito apreciada por quem pratica esportes, sendo consumida antes do treino.

Se você quiser o seu brownie low carb, é só trocar a farinha de arroz por farinha de amêndoas e retirar os dois tipos de açúcar da receita, não vai ficar sem gosto, pois a batata doce já tem seu grau de doçura. Não recomendo trocar o chocolate em pó por cacau, pois a massa desanda, coisas da química! É melhor usar um chocolate 70% cacau derretido. E substitua o leite de aveia por leite de amêndoas. No blog tem a receita do leite de aveia . Para fazer o de amêndoas, o processo é o mesmo!

Veja aqui como fazer o leite de aveia: https://alergiazerzerohome.wordpress.com/2019/01/26/leite-de-aveia-sem-gluten

Por aqui, encontramos 3 tipos de batata doce: a amarela, a branca e a roxa. Nesta receita usamos a branca, que além de doce não briga com o cacau, nem na cor nem no sabor, aliás não dá pra notar a batata doce, você come achando que é só chocolate!

A batata doce é ainda rica em ferro e cálcio.

Não cozinhe na pressão ou em água, pois ela fica muito mole e perde suas vitaminas. Use uma panela de cozinhar no vapor! Se você não tem uma, use uma panela que acomode um escorredor de macarrão e uma tampa que encaixe. Eu faço assim!

Ah! Depois de descascadas e cortadas em fatias grossas, deixe alguns minutos na água antes de por pra cozinhar, assim elas não escurecem! Depois de cozidas e frias, guarde num recipiente tampado na geladeira.

O legal deste brownie é que não leva nenhum tipo de gordura, e ainda assim fica super úmido e fofinho!

O açúcar mascavo e o açúcar de coco, além de serem ricos em minerais, ajudam a massa ficar úmida. Se não encontrar o açúcar de coco, pode dobrar a quantidade de açúcar mascavo. Mas procure em empórios naturais e lojas especializadas, vale a pena!

Sozinho já é uma delícia! Seja no lanche da tarde ou no café da manhã! Agora se você quiser uma sobremesa incrível, sirva com uma bola de sorvete vegano (pode ser de baunilha ou chocolate), e calda de chocolate por cima! Ainda é difícil encontrar sorvetes veganos, mas há lojas especializadas que já vendem.

Eu já fiz essa receita dezenas de vezes… Sempre mando na lancheira da minha filha. Só que tenho que mandar alguns pedaços à mais, porque tem coleguinhas que também querem!

Tempo de preparo: 10 min

Tempo de forno: 40 min

Rendimento: 12 porções

Ingredientes:

  • 1 xic de chá (150g) de batata doce cozida e amassada
  • 1/3 xic de chá (50g) de farinha de arroz
  • 1/3 de xic de chá (60g) de açúcar mascavo
  • 1/3 de xic de chá (60g) de açúcar de coco
  • 1/3 de xic de chá (35g) de chocolate em pó
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 1 xic de chá (240ml) de leite de aveia sem glúten morno
  • 1/3 de xic de chá de gotas de chocolate 70% cacau ou noz pecã picada

Modo de preparo:

  1. Aqueça o forno à 180ºC.
  2. Unte uma assadeira retangular (20x10cm) com óleo de coco ou outro óleo vegetal.
  3. Coloque numa tigela a batata doce amassada, adicione o leite de aveia morno e misture.
  4. Junte os dois tipos de açúcar e misture novamente.
  5. Acrescente a farinha de arroz, o chocolate em pó e o fermento. Misture.
  6. Por último junte as gotas de chocolate ou as pecãs e misture.
  7. Coloque a massa na assadeira untada e espalhe com uma espátula.
  8. Leve pra assar por 40 minutos.
  9. Retire do forno, espere esfriar para cortar.

Depois de frio eu reguei o brownie ainda na assadeira com uma calda de chocolate. Que você faz assim:

  • Derreta 100g de chocolate amargo.
  • Aqueça 1/4 de xic de chá de leite de aveia no microondas por 20 segundos ( se estiver gelado).
  • Misture o leite de aveia aos poucos com o chocolate derretido, até ficar numa consistência mais liquida.
  • Coloque aos poucos e mexa até achar que está bom para derramar em forma de fios grossos no brownie.
  • Espere esfriar e corte!

Cookies sem glúten veganos

Minha filha adora esses cookies! Eles ficam levemente crocantes. O óleo e o açúcar de coco dão um aroma e sabor delicioso! Use o óleo de coco em temperatura ambiente, ele deve estar liquido, senão estiver, derreta por alguns segundos no microondas.

A farinha de coco confere uma textura crocante para a massa, você encontra esses ingredientes em lojas especializadas ou até mesmo em mercados municipais. Eu prefiro os que vem embalados e certificados que são livres de glúten.

O leite de aveia eu mesma faço, porque os industrializados tem pouca aveia, muita água e espessantes e conservantes e aromatizantes… Não precisamos de tudo issso! Além de ser muito fácil fazer leite vegetal em casa! E ainda é muito mais econômico.

Você pode usar o leite que mais gostar, o de amendôas fica  muito gostoso, até pra tomar puro ou com café! Eu estou usando o de aveia porque minha filha também é alergica à castanhas. Dá pra fazer leite de amendoim ( ainda bem que ela não tem alergia à amendoim! E este é dos que mais causam alergia pelo mundo), dá pra fazer leite de quinoa, leite de castanha do Pará, leite de arroz ( particularmente eu não gosto, acho que fica muito fraquinho), leite de coco! Enfim… A web está cheia de opções! Mas o meu queridinho é mesmo o leite de aveia, tenho ele pronto na geladeira pra fazer quase tudo, desde vitaminas, milkshakes ( logo mais vou deixar aqui uma receita deliciosa!), bolos, panquecas e muito mais!

A aveia é um alimento super saudável, que protege o coração, baixa o colesterol, sacia a fome e é super versátil! Só vale lembrar que a aveia tradicional contém glúten! Mesmo sendo naturalmente sem glúten, ela acaba sendo contaminada no processo de industrialização, então procure aveia sem glúten certificada! Hoje já tem no mercado várias marcas.

A farinha de arroz também é super fácil de achar e tem de várias opções!

Depois de frios, guarde  os cookies em um pote bem fechado! Se sobrar algum é claro!

Esses cookies são uma ótima opção para a hora do lanche, em casa ou pra levar na escola! A criançada adora!

Ingredientes:

  • 1/2 xíc. de chá de óleo de coco
  • 1/3 xic. de chá de açúcar de coco
  • 1/3 xic. de chá de açúcar mascavo
  • 1/3 xic. de chá de farinha de coco
  • 1/2 xic. de chá de farinha de arroz
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1/3 de xic. de chá de leite de aveia ou amêndoas
  • 1/3 de xic. de chá de gotinhas de chocolate 70 por cento cacau

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes.
Faça bolinhas, achate-as um pouco e coloque numa assadeira forrada com manta de silicone ou untada com óleo de coco.
Asse em forno baixo por 30-35 min. Retire do forno e coloque os cookies sobre uma grade ou superficie fria. 


Tempo de preparo: 15-20 minutos
Tempo de forno: 30-35 minutos
Temperatura do forno: 210ºC
Rendimento: 12-13 cookies
Autor: Noeli Santos

Modo de fazer o leite de aveia:

Deixe 1 xic. de chá de aveia em flocos sem glúten de molho em 3 xic. de chá de água filtrada. Deixe na geladeira por  12 horas. Passe por uma peneira e enxague. Coloque no liquidificador com 5 xic. de chá de água. Bata e coe. Deixe na geladeira e depois retire a nata que fica por cima. Está pronto pra usar! 

Eu uso um liquidificador que tem filtro, acho mais prático! Mas dá pra usar também um pano fininho pra coar, que você lava e deixa só pra essa finalidade. O leite dura uns 5 dias na geladeira, mas você vai usar tanto que não vai sobrar nada! Na verdade eu faço a cada dois dias! Serve pra tudo!

 E cada vez que for usar, tem que mexer, por não conter nenhum espessante, o ingrediente separa da água. Já li que se você coar várias vezes, ele para de separa, mas nunca testei isso, não  vejo problema em mexer antes de usar.

Rende 1 litro de leite! 

 

%d blogueiros gostam disto: